sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Reduce, reuse recycle



Eu pedi pra você não soltar a minha mão, e você soltou. Mas e daí? Tudo hoje em dia é descartável mesmo... e isso é tão mais prático, né? Dá até pra reciclar. 
Mas eu preferia o tempo em que as coisas eram vendidas a granel e os sacos de supermercado eram de papel kraft. Tão mais bonito e romântico!

Um comentário:

Sávio disse...

Eu também. Era bem menos gente, inclusive. Contudo... o mundo de ontem era um mundo farto, e sinto falta dessa tal fartura, mas o mundo de ontem foi o mundo que construiu o mundo de hoje (achando-se infinitamente farto), e disso não sinto falta.
Mas se eu pudesse escolher, meu saquinho de papel atravessaria as praças de 1930 comigo, cheio de tomates.