segunda-feira, 16 de março de 2009

Com a Rafa em Santos...

Consegui cumprir minha programação dominical. Acordei cedo e fui tomar café na Villa Grano. É uma padaria na Vila Madalena com um buffet de café da manhã que é uma delícia. E, apesar de sempre cheio, o ambiente é muito gostoso. Tem famílias com criancinhas, casais de namorados que sempre chegam mais tarde, amigas e amigos com tênis e roupas de corrida. Todo mundo jovem, bonito e com cara de domingo feliz. Comi ovos mexidos, pão integral com trocentos grãos, peito de peru, queijo branco, mamão com mel (que eu amo!!), muita fruta, granola, iogurte e, claro, waffle com calda de chocolate (porque eu tenho, sim, uma alimentação saudável e adoro, mas ninguém é de ferro). Pensei que queria ter um namorado que comesse panquecas e brownies pra eu poder roubar um pedacinho. Fiquei lendo minha TPM, dei risada sozinha com as notas do Badulaque, e saí de lá depois do meio-dia - foi um brunch e não um café da manhã. 
Como não basta alimentar só o corpo, fui caminhando até o Tomie Ohtake (aquele prédio lindo, todo cheio de ondas azuis, roxas e rosa, que fica na Pedroso) e vi duas exposições. Primeiro a Latitudes, com obras de artistas latino-americanos. Adorei El grande de España, do Diego Rivera, e as obras surrealistas de Frida Kahlo e companhia. Depois vi uma série de gravuras da Tohmie Ohtake, que - na minha humilde ignorância - não me dizem nada. Mas são bonitas.
Saí de lá umas 15h e fui andando até a Rebouças. Na pracinha na frente da Fnac tinha uma feirinha de artesanato e uma moça cantando samba. Um clima muito gostoso pra um domingo de sol. Entrei em um sebo, perguntei por um livro, que não tinha. Peguei um ônibus até a São João e fui pra Galeria Olido assistir O Homem que Amava as Mulheres, do Truffaut, com a Dri. Saimos de lá e fomos comer um yakissoba na Choperia Liberdade. Adoro a breguice desse lugar! Depois de comer, tomar um chope e ouvir várias músicas bregas no karaoke, peguei o metrô e chegeui em casa em 20 minutos. Meu quarto já estava vazio (o antigo morador veio buscar as cosias dele). Ainda bem que não levou a cama, porque a minha só chega na semana que vem. E vai ser grande e só pra mim. Por enquanto, com a cama pequena mesmo, mas só pra mim, dormi ouvindo isso:


   

2 comentários:

Rafa disse...

Tá bom! Vou pra Santos mais vezes.... ;)

Pollyana Barbarella disse...

Você sabe que eu te adoro e sem você em SP a única alternativa que me resta é passar o domingo sozinha...
Só você me chama pra fazer coisas legais, como tomar sol e fazer churrasco com vizinhos divertidos!
Beijos!