quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

E não é que existe mesmo?

Hoje eu acordei muito feliz, escutando tocar uma música que só eu podia ouvir. Mas, como sou realista, sei que momentos assim são únicos. O bom é que, quando são muito intensos, proporcionam uma sensação boa que permanece e se torna inesquecível e sempre presente. Mesmo que não se repita, é o bastante.

Um comentário:

Cacalo. disse...

Eu também acredito nisso: sinceramente !!! Que bom estar em boas companhias - agradeço à Deus
dádivas tão puras !!! Beijos no coração !!!