quinta-feira, 9 de abril de 2009

Saudade...

dos meus amigos queridos que me mandaram beijos essa semana. E até do cara que me trata com grosseria sempre, porque é um grosso por natureza, mas pergunta de mim pra minha amiga e me chama pra churrasco.

Queria aproveitar esse post pra agradecer a todos vocês que me apoiam, mesmo sem saber, que me ensinam coisas, mesmo sem perceber, que conversam comigo, mesmo quando não sabem que eu estou precisando muito conversar (porque eu nunca falo que preciso, pq sou orgulhosa), que me escutam e me contam coisas porque confiam em mim. Se você está lendo isso, provavelmente é uma dessas pessoas.

E queria agradecer também, publicamente, à minha mãe e ao meu pai, que têm aguentado essa tranqueira há 27 anos e não desistiram nunca! E a Liu (a moça bem sucedida da família), que não tem nada a ver comigo, mas eu sei que me adora (e eu adoro ela tb), e ao Fael (o mais inteligente da família), que me acolheu na casa dele e me empresta o computador e me mostra músicas legais e tem um bom gosto incrível, e me empresta as calças dele, e foi o primeiro a ler a revista inteira com olhos críticos. Quando eu crescer, quero ser igual a vocês!

Parece agradecimento de Oscar, né? Que delícia!

2 comentários:

Katia disse...

Vc não é e nunca foi uma tranqueira. Vc é sim, muito amada e sentimos muito orgulho por ser nossa filha.
Não precisa querer ser igual a ninguém pq é desse jeitinho que te amamos.Bjs

Antonio Carlos de Almeida Campos disse...

Linda, amada e maturada de boa, beijos??? Beijos SEMPRE!!! TE AMAMOS!!!

Cacaloviski e de chocolate!!!