quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Criaturas

Bebes e comes e ris
Farta-te em quanto puderes
Pratica os teus atos vis
Mas lembra que são mulheres
São pobres almas
São seres humanos
Tristes criaturas
Ah, pra que perveteres irmãs
Com brutais loucuras
E bebes e comes e ris
Farta-te em quanto puderes
Pratica os teus atos vis
Mas lembra que são mulheres
Lembra aquela menininha flor
Que do galho arrancaste
Numa prostitutazinha doutor
A transformaste
E bebes e comes e ris
Farta-te em quanto puderes
Pratica os teus atos vis
Mas lembra que são mulheres

Walter Franco

2 comentários:

Renata Calmon disse...

Pois é... às vezes me esqueço da minha fragilidade. Curto avida como um homem, mas me apaixono como uma mulherzinha. Bjos

At disse...

Você ouve mesmo Walter Franco? :)